Compartilhar está publicação

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Há dois anos, a paranaense e técnica em radiologia odontológica Jéssica Fernanda procurou um médico ao perceber um sinal mudar de cor e coçar. Começava aí sua jornada contra o câncer de pele mais agressivo. Conheça a história dela:

“Me chamo Jessica Fernanda e sou do norte do Paraná. Sou mãe e esposa, e trabalho como técnica de radiologia odontológica na minha cidade.

Faz um pouco mais de dois anos que descobri o melanoma.  Tudo começou com um caroço na parte do médio-pé direito que começou a mudar muito de cor e a coçar. Procurei um ortopedista e, após vários exames de imagens e retirada para biópsia, veio o resultado de melanoma, uma doença de que nunca tinha ouvido falar. 

Fiquei sem chão. Não tinha qualquer informação além do diagnóstico,  não sabia como prosseguir.  Mas meus oncologistas foram muito rápidos e já fizeram a pesquisa de linfonodo, no mesmo dia da ampliação das margens, e os resultados foram negativos. Sou muito grata a eles!

Passei três meses sem poder encostar o pé no chão, e outros oito usando mulatas.

Encontrei muito apoio em minha família, amigos e no grupo do Instituto Melanoma Brasil. Não foi fácil, mas hoje estou aqui para poder ajudar com a minha experiência de vida as pessoas que passam pela mesma situação que eu. Seja forte e tenha fé!”

Receba nossa newsletter

Newsletter

Explore outros temas

Instituto Melanoma Brasil

faça sua parte, doe!

Receba nossa newsletter

Siga-nos nas redes sociais

Inscreva-se no canal

© 2022 Melanoma Brasil // Todos os direitos reservados

Seja um voluntário do Instituto

Faça parte do nosso banco de voluntários. Clique abaixo e preencha um formulário com seus dados e entraremos em contato para que você possa participar, com seus talentos, de ações desenvolvidas pelo Melanoma Brasil.

Faça sua doação!

small_c_popup.png

Cadastre-se

Receba nossa newsletter

Newsletter

X