o que é

Melanoma

A pele é o maior órgão do corpo. Corresponde a cerca de 16% do peso corporal, sendo um órgão vital, que desempenha uma importante barreira de proteção contra as agressões do meio externo e ajuda a regular a temperatura. Além disso, armazena água, gordura e atua na síntese da vitamina D.

A pele pode ser dividida em três camadas, epiderme (mais superficial), derme (intermediária) e hipoderme (mais profunda). O câncer da pele começa na epiderme, que é composta por células escamosas (células finais e achatadas que constituem sua camada mais superficial), células basais (células redondas que ficam embaixo das escamosas) e melanócitos (células que produzem melanina e ficam na cama mais profunda da epiderme).

O melanoma é um câncer de pele maligno, que se desenvolve nos melanócitos, as células que produzem a melanina, o pigmento que dá cor à nossa pele, cabelo e olhos. Uma das principais funções da melanina é proteger nossa pele contra os efeitos nocivos da radiação ultravioleta emitida pelo sol.

Em geral, quando nos expomos ao sol, os melanócitos produzem mais melanina, causando o escurecimento da pele (bronzeamento) ou o surgimento de queimaduras solares. O melanoma ocorre quando os danos ao DNA decorrentes da exposição aos raios ultravioletas emitidos pelo sol ou por câmaras de bronzeamento provocam mutações nos melanócitos, que passam a crescer desordenadamente, gerando células cancerosas.

No entanto, apesar de a exposição à radiação ultravioleta ser o principal fator de risco, o melanoma pode surgir em qualquer parte do corpo, inclusive as não expostas ao sol: unhas, pés, couro cabeludo, órgãos genitais, olhos, boca etc.

Mesmo sendo mais comum em indivíduos de pele clara, o melanoma pode se desenvolver em pessoas de todos os tons de pele, incluindo asiáticos e afrodescendentes.

Pouco frequente, muito perigoso.

O melanoma representa 3% dos casos de câncer de pele, mas é o mais letal, causando causando a maioria dos óbitos provocados pela doença. Tem grande facilidade para se espalhar para outros órgãos, formando metástases.

Quanto mais o melanoma se dissemina por camadas mais profundas da pele ou para outros órgãos do corpo, maior a complexidade e menor a chance de sucesso do tratamento.

Felizmente, o tratamento é altamente eficaz quando o tumor é descoberto no início, com mais de 90% de chance de cura.

Melanoma

No Brasil

Novos casos de melanoma/ano
8.450
Em mulheres
4.250
Em homens
4.200

(Segundo estimativa do Instituto Nacional de Câncer – INCA)

+ 1.800

mortes anuais

Sul e Sudeste

mais frequente

Santa Catarina

maior incidência

Qual é a aparência de um melanoma?

O melanoma geralmente está visível na pele, em forma de pintas, sinais ou lesões que podem se apresentar de diferentes maneiras. Para saber quais são os sinais de alerta, clique aqui. 

20 a 30%

dos melanomas surgem em pintas já existentes

70 a 80%

dos melanomas surgem em áreas sadias na pele

Instituto Melanoma Brasil

faça sua parte, doe!

Receba nossa newsletter

Siga-nos nas redes sociais

Inscreva-se no canal

© 2020 Melanoma Brasil // Todos os direitos reservados

small_c_popup.png

Cadastre-se

Receba nossa newsletter

Newsletter

X