Pesquisar
Close this search box.

FDA aprova primeira terapia celular para melanoma metastático

Compartilhar está publicação

A Food And Drug Administration (FDA), agência regulatória estadunidense, aprovou o lifileucel, primeira terapia celular para pacientes com melanoma avançado.

O medicamento, um imunoterápico com células-T autólogas derivadas do tumor, é indicado para pacientes adultos com melanoma irressecável ou metastático, previamente tratados com inibidores de PD-1 ou com inibidores de BRAF, caso tenham a mutação.

A aprovação tomou por base o estudo clínico global C-144-01, que trouxe uma taxa de resposta de 31,5% entre os pacientes tratados com a medicação. Três pacientes (4,1% do total) tiveram resposta completa, enquanto 20 pacientes (27,4% do total) tiveram resposta parcial ao medicamento.

Para Dr. Rodrigo Munhoz, oncologista clínico e membro do Conselho Consultivo do Instituto Melanoma Brasil, a aprovação representa mais um fruto dos avanços observados nos últimos anos, e traz uma novidade importante para um cenário desafiador, o dos pacientes que não responderam a tratamentos prévios.

Terapia celular inovadora para melanoma

 “Trata-se de uma modalidade absolutamente inovadora, diferente de tudo que se faz no dia a dia, uma forma de imunoterapia que talvez permita ampliar as aplicações no futuro para o tratamento preventivo, eventualmente para linhas anteriores ou abrindo possibilidades de combinações”, conta o médico. “Cada nova terapia vem com diversos desafios, mas de qualquer forma é uma novidade que amplia nosso leque de ferramentas para continuar aumentando a sobrevida e melhorando o prognóstico de pacientes com melanoma”, completa.

Samantha R. Guild, presidente da ONG estadunidense AIM at Melanoma (parceira do Instituto Melanoma Brasil), também celebra a aprovação do lifileucel. “Essa terapia celular única representa uma inovação promissora para toda a comunidade do melanoma, e estamos animados com seu potencial de transformar o tratamento de pacientes que necessitam de opções terapêuticas adicionais”, afirma.

O lifileucel ainda não está aprovado para uso em pacientes de melanoma metastático no Brasil. O Instituto Melanoma Brasil vai acompanhar todas as movimentações nesse sentido.

Receba nossa newsletter

Newsletter

Explore outros temas

Eu Senti na Pele

Alessandra Audino

O movimento sempre fez parte da vida de Alessandra Audino. Ela já foi maratonista, triatleta e velejadora de windsurf. Porém, mais de 20 anos atrás,

Instituto Melanoma Brasil

faça sua parte, doe!

Receba nossa newsletter

Siga-nos nas redes sociais

Inscreva-se no canal

© 2024 Melanoma Brasil // Todos os direitos reservados

Seja um voluntário do Instituto

Faça parte do nosso banco de voluntários. Clique abaixo e preencha um formulário com seus dados e entraremos em contato para que você possa participar, com seus talentos, de ações desenvolvidas pelo Melanoma Brasil.

small_c_popup.png

Cadastre-se

Receba nossa newsletter

Newsletter