Saiba mais sobre o carcinoma basocelular, o câncer de pele mais comum

Compartilhar está publicação

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
O carcinoma basocelular é o tipo mais comum de câncer de pele. Com baixa letalidade, raramente causa metástases, mas tem malignidade local e pode causar destruição de tecidos próximos.
 
Em geral, afeta pessoas acima de 40 anos. A exposição à radiação ultravioleta é o principal fator de risco.
O carcinoma basocelular atinge principalmente pessoas com histórico de maior exposição ao sol e de pele clara. Raramente afeta afrodescendentes, e surge principalmente no rosto, sendo menos comum no tronco e membros.
Normalmente, a lesão tem o aspecto de um nódulo avermelhado, que pode ulcerar, com sangramento local. Por isso, precisamos prestar atenção redobrada às feridas que não cicatrizam.
 
Existe também a forma pigmentada de carcinoma basocelular, que tem a forma de um nódulo ulcerativo pigmentado. Ele pode ser confundindo com o melanoma, e deve ser diferenciado por meio do exame histopatológico.
Existem diversas possibilidades de tratamento, conforme o tamanho e a localização do tumor, como curetagem e eletrocoagulação, retirada cirúrgica e criocirurgia. O carcinoma basocelular tem excelente prognóstico quando tratado adequadamente.

Receba nossa newsletter

Newsletter

Explore outros temas

Instituto Melanoma Brasil

faça sua parte, doe!

Receba nossa newsletter

Siga-nos nas redes sociais

Inscreva-se no canal

© 2020 Melanoma Brasil // Todos os direitos reservados

small_c_popup.png

Cadastre-se

Receba nossa newsletter

Newsletter

X