Anny Tittonio e o marido Zioran, paciente de melanoma

Compartilhar está publicação

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Anny Tittoni e seu marido Zioran sentiram na pele o que é descobrir e tratar um melanoma. No Dia dos Namorados, receberam um presente muito especial. Conheça a história deles.

“Sou professora de educação especial e vivo em Caçador (SC). No ano passado o Zioran, meu marido, precisou ir à dermatologista por causa de umas manchas estranhas que surgiram em seu pescoço. Muito atenciosa, a médica observou o pescoço e em seguida pediu para examinar as costas. Lá, logo de cara ela percebeu duas manchinhas, e pedi ela olhou duas manchinhas e pediu retirada e biópsia. Nem passava pela nossa cabeça que pudesse ser algo grave.

A biópsia informou que uma das “manchinhas” era um melanoma in situ. Até então não tínhamos ideia do que era aquilo e nos desesperamos só de ouvir a palavra “câncer”. Ele foi encaminhado a um oncologista, que prontamente nos acalmou e pediu uma cirurgia com aplicação de margens. No dia 12 de junho, nosso presente de Dia dos Namorados foi saber a cirurgia tinha sido um sucesso e ele não precisaria fazer mais nada, só acompanhar.

Nem tenho palavras para expressar o quanto nos sentimos aliviados e reconfortados. Zioran descobriu o melanoma totalmente por acaso. Ainda estremeço ao imaginar que, se não fossem aquelas manchas no pescoço, o câncer ainda estaria se instalando aos poucos, aumentando de tamanho e diminuindo a chance de cura. Hoje entendemos a real importância de conscientizar as pessoas a ir ao dermatologista com frequência, observar as manchas no corpo e evitar a exposição excessiva ao sol. Posso dizer que nós sentimos na pele o que isso significa!”

 

 

Receba nossa newsletter

Newsletter

Explore outros temas

A psicóloga Ana Paula Cervi sentiu na pele o melanoma, câncer de pele mais perigoso
Blog

Ana Paula Cervi Colling

No ano passado, a psicóloga Ana Paula Cervi Colling descobriu que uma pinta na coxa esquerda, diferente de todas as outras que tinha, não era

Instituto Melanoma Brasil

faça sua parte, doe!

Receba nossa newsletter

Siga-nos nas redes sociais

Inscreva-se no canal

© 2021 Melanoma Brasil // Todos os direitos reservados

small_c_popup.png

Cadastre-se

Receba nossa newsletter

Newsletter

X