7 dicas para manter o equilíbrio emocional em tempos de pandemia

7 dicas para manter o equilibrio emocional

Compartilhar está publicação

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

A pandemia do novo coronavírus (COVID-19) mudou a vida dos brasileiros e impôs uma nova necessidade, o isolamento social. Passar a maior parte do tempo em casa, longe dos amigos e da família, em um cenário de instabilidade política e crise econômica, pode gerar angústia e estresse.

Assim, mais do que nunca, precisamos apostar em medidas que aliviem a tensão, favoreçam a saúde mental e promovam a sensação de bem-estar. E ainda bem que existem muitas maneiras de fazer isso. Julia Jalbut, especialista em autocuidado e integrante da equipe de Cuidados Integrativos do Hospital Sírio Libanês, mostra sete dicas que ajudam a manter o equilíbrio emocional em tempos de pandemia:

 

1. Mantenha contato com pessoas queridas

Em primeiro lugar, o momento pede distanciamento físico, mas isso não quer dizer que você precisa se afastar das pessoas importantes da sua vida. Pelo contrário. Mais do que nunca, precisamos das nossas conexões, mesmo que elas não possam estar ao nosso lado, como gostaríamos. Procure manter contato com quem você ama, mesmo que virtualmente.

 

2. Seja gentil e compreensivo consigo mesmo e busque ajuda se precisar

Em um momento de risco e incerteza, é perfeitamente normal sentir medo, pessimismo, insegurança, angústia, tristeza ou ansiedade. Procure acolher os sentimentos que tiver nessa fase, lembrando que buscar o equilíbrio não significa negar o que você estiver sentindo. Estamos lidando com algo totalmente inédito, então, mais do que nunca, seja gentil e compreensivo com você mesmo. É normal se desestabilizar e depois voltar para o eixo. É também normal que sua casa não esteja organizada como antes, que você não produza como antes. Tente ajustar o nível de exigência que tem consigo considerando os desafios que estamos vivendo e faça aquilo que for possível nesta fase. Caso estiver se sentindo sobrecarregado ou excessivamente angustiado, busque ajuda. Lembre-se: não precisamos dar conta de tudo sozinhos.

3. Procure estabelecer uma rotina

Pode ser muito angustiante sentir que não temos mais controle do que irá acontecer em nossas vidas. Momentos de grandes instabilidades abalam nosso senso de segurança e uma maneira de restaurá-lo é cultivar alguns hábitos regulares, mesmo em meio ao caos. Ter uma rotina mínima, por mais de ponta cabeça que tudo esteja, te devolverá o senso de previsibilidade, vai deixar a vida e a mente mais organizadas e te ajudar a se sentir mais no controle da situação, além de melhorar a gestão do tempo, um recurso precioso.

4. Observe sua respiração

Cultivar a intimidade consigo mesmo é uma habilidade valiosa, e observar a própria respiração é uma forma muito eficaz de desenvolvê-la. Em um momento de isolamento e crise, é comum nossos pensamentos ficarem presos num passado que já ocorreu ou num futuro que ainda não chegou. Observar a própria respiração te auxilia a relaxar e encontrar um lugar calmo dentro de si, dissipando as tensões e trazendo bem-estar. E o melhor: você pode fazer isso a qualquer momento. Basta parar por alguns minutos e colocar toda a atenção no seu próprio ato de respirar, na inspiração e na expiração, e em nada mais do que isso.

5. Experimente a automassagem

A automassagem é outra maneira poderosa de cultivar a intimidade consigo mesmo. Tire um momento do dia para se cuidar.  Pode fazer isso de forma intuitiva, com movimentos circulares, percebendo aos poucos quais regiões estão mais tensas e tomando cuidado com cicatrizes ou feridas cirúrgicas de melanoma ou outros tumores, se houver. Preferencialmente, use um óleo vegetal, mas não há nenhum problema se não quiser ou não puder.  A automassagem será um momento de demonstrar carinho por você mesmo, que te ajudará  a relaxar, a redescobrir seus contornos e a se reconectar consigo.

6. Reserve um tempo para atividades prazerosas

Durante a pandemia, a rotina fica ainda mais atribulada e repleta de afazeres adicionais (e aparentemente intermináveis!) em casa e no trabalho. Mas, por mais pesada que a agenda esteja, tente reservar um tempo para os seus hobbies e outras atividades prazerosas. Vale tudo: mergulhar na leitura, assistir a um filme ou maratonar a série preferida, brincar com o cachorro, ouvir música, pintar, desenhar costurar, tocar um instrumento… Quem manda é a criatividade!  Isso vai te ajudar a desviar o foco das dificuldades, aliviar o estresse, trazer a leveza de que tanto precisamos e fazer bem para a saúde do corpo e da mente.

7. Cuidado com o excesso de informações

          Se você passar o dia todo acompanhamento notícias alarmantes, vai nutrir sua mente e suas emoções com isso. Isso pode aumentar ainda mais a angústia e a ansiedade. Procure dosar o consumo de informações. Separe um horário do dia para se atualizar. Assim, você abre espaço para as atividades prazerosas que mencionamos lá em cima. E, principalmente, ao consumir notícias, escolha muito bem suas fontes. Evite o sensacionalismo e conteúdos de procedência duvidosa.

 

Receba nossa newsletter

Newsletter

Explore outros temas

Instituto Melanoma Brasil

faça sua parte, doe!

Receba nossa newsletter

Siga-nos nas redes sociais

Inscreva-se no canal

© 2020 Melanoma Brasil // Todos os direitos reservados

small_c_popup.png

Cadastre-se

Receba nossa newsletter

Newsletter

X