Você sabe o que é o melanoma ungueal?

Compartilhar está publicação

O melanoma pode surgir em qualquer parte do corpo, inclusive nas unhas. O melanoma ungueal é raro, e representa de 0,7 a 3,5% de todos os casos. Mais frequente em pessoas afrodescendentes e asiáticas, atinge principalmente pacientes de 50 a 70 anos. 

A doença raramente causa dor. Pode ocorrer uma deformidade na lâmina ungueal, mas a maioria dos casos surge como uma mancha marrom ou negra no dedo e ou unha. Atinge com mais frequência o polegar, seguido pelo hálux (popularmente conhecido como “dedão do pé”) e o indicador.

Uma faixa pigmentada em um dedo é um indício mais importante do tumor que vários dedos com manchas. Essa é uma manifestação semelhante à melanoníquia estriada, alteração benigna que pode ocorrer em quase todos os afrodescendentes maiores de 50 anos. Assim, é importante procurar um médico para fazer o diagnóstico correto. O diagnóstico é realizado pela dermatoscopia e pelo exame histopatológico.

A cirurgia é a opção terapêutica mais comum, e pode haver amputação do dedo atingido. O prognóstico é reservado e, normalmente, pior do que o do melanoma cutâneo, pois o melanoma ungueal é um tumor agressivo, descoberto tardiamente na maioria dos casos. 

A detecção precoce é fundamental para aumentar a chance de sobrevivência e de preservar o dedo atingido. Por isso, caso perceba qualquer alteração anormal na unha, consulte um médico especialista.

 

Receba nossa newsletter

Newsletter

Explore outros temas

Instituto Melanoma Brasil

faça sua parte, doe!

Receba nossa newsletter

Siga-nos nas redes sociais

Inscreva-se no canal

© 2022 Melanoma Brasil // Todos os direitos reservados

Seja um voluntário do Instituto

Faça parte do nosso banco de voluntários. Clique abaixo e preencha um formulário com seus dados e entraremos em contato para que você possa participar, com seus talentos, de ações desenvolvidas pelo Melanoma Brasil.

Faça sua doação!

small_c_popup.png

Cadastre-se

Receba nossa newsletter

Newsletter

X