Protetor com ou sem cor: você sabe a diferença?

O verão já bateu na porta, e o uso diário de protetor solar é fundamental para prevenir o câncer de pele, o envelhecimento precoce, manchas e outros problemas. Mas por qual optar: protetor com ou sem cor?

A principal diferença é que o filtro com cor tem pigmentos de origem mineral, responsáveis pela coloração do produto. Os pigmentos conferem proteção adicional, funcionando como uma “barreira mecânica” sobre a pele. Assim, além da radiação solar, os filtros com cor protegem contra a luz visível, emitida pelas luzes fluorescentes e aparelhos eletrônicos como celulares, monitores etc.

Os filtros solares com cor também são uma boa alternativa para quem tem melasma ou problemas de hiperpigmentação. E, mesmo no auge do verão, podem ser usados na praia, na piscina e outros momentos de lazer. Nesse caso, vale a pena escolher produtos com toque seco ou efeito matte, para evitar que escorram sobre a pele. 

Receba nossa newsletter

Newsletter

Explore outros temas

Eu Senti na Pele

Alessandra Audino

O movimento sempre fez parte da vida de Alessandra Audino.

Seja um voluntário do Instituto

Faça parte do nosso banco de voluntários. Clique abaixo e preencha um formulário com seus dados e entraremos em contato para que você possa participar, com seus talentos, de ações desenvolvidas pelo Melanoma Brasil.

small_c_popup.png

Cadastre-se

Receba nossa newsletter

Newsletter