Como prevenir o câncer de pele

Compartilhar está publicação

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

O câncer de pele é o mais comum no Brasil, com cerca de 180 mil novos casos  registrados a cada ano pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA). O melanoma, tipo de câncer de pele mais agressivo e potencialmente letal, também é o mais raro.

Devem ficar especialmente atentas as pessoas de pele clara, que se queimam facilmente quando expostas ao sol, pessoas com sardas, cabelos claros, ruivos, olhos claros, histórico de queimaduras solares, pessoas com histórico de câncer de pele na família ou com muitas pintas no corpo.

Felizmente, existem diversas maneiras de evitar o câncer de pele. Confira seis dicas para prevenir a doença:

  • Evitar a exposição excessiva ao sol e permanecer na sombra entre as 10 e 16 horas
  • Usar chapéu, camiseta, óculos escuros, protetor solar e, se possível, camiseta de mangas longas e calças.
  • Na praia ou na piscina, usar guarda sol e barracas de algodão ou lona, evitando os de nylon.
  • Usar o fotoprotetor diariamente, e não apenas nos momentos de lazer. Escolher produtos com FPS 30, no mínimo, com proteção contra as radiações UVA e UVB, reaplicando a cada duas horas quando expostos.
  • Observar a própria pele, buscando identificar pintas, manchas e feridas suspeitas.  Uma vez ao ano, ir ao dermatologista para uma avaliação específica.
  • Evitar o bronzeamento artificial, pois aumenta em 75% o risco de câncer de pele, especialmente se feito antes dos 35 anos.

Vale lembrar que o melanoma é o tipo menos frequente e com o maior índice de mortalidade. Porém, se diagnosticado de forma precoce, as chances de curam chegam a mais de 90%. Fique de olho na sua pele!

Receba nossa newsletter

Newsletter

Explore outros temas

Não é só o paciente que sente na pele o melanoma. A médica Camilla Oliari conta como a história de sua avó, Dona Yvone, paciente de melanoma metastático, modificou sua vida e suas escolhas.
Blog

Camilla Oliari

Como sempre falamos aqui, não é apenas o paciente que sente o melanoma na pele. Aos 9 anos, Camilla Oliari viveu a difícil experiência de

Tereza de Fátima e Silva descobriu o melanoma em estágio inicial.
Blog

Tereza de Fátima e Silva

A Tereza de Fátima e Silva vive em São Bento do Sapucaí, no interior e São Paulo, e trabalha como costureira. Alguns anos atrás, ela

Instituto Melanoma Brasil

faça sua parte, doe!

Receba nossa newsletter

Siga-nos nas redes sociais

Inscreva-se no canal

© 2021 Melanoma Brasil // Todos os direitos reservados

Seja um voluntário do Instituto

Faça parte do nosso banco de voluntários. Clique abaixo e preencha um formulário com seus dados e entraremos em contato para que você possa participar, com seus talentos, de ações desenvolvidas pelo Melanoma Brasil.

Faça sua doação!

small_c_popup.png

Cadastre-se

Receba nossa newsletter

Newsletter

X