A luz do celular e de equipamentos eletrônicos pode causar câncer de pele?

Compartilhar está publicação

Você sabe o que é a luz visível? Ela é a parte da radiação solar que conseguimos enxergar, ou seja, a luz do sol. Também é emitida por lâmpadas artificiais e pelas telas de celulares, tablets e computadores.

Apesar de bem menos perigosa do que a radiação
sola, a luz visível emitida por fontes artificiais também afeta a pele. Pode estimular a pigmentação, causar manchas, envelhecimento precoce e agravar doenças como o melasma. A boa notícia é que a luz das lâmpadas e eletrônicos não aumenta o risco de câncer de pele.

Os protetores solares comuns, desenvolvidos para bloquear raios ultravioletas, não costumam ser eficientes para proteger contra a radiação emitida pelas fontes artificiais. Para isso, o ideal é usar protetores com cor, adequados ao seu tipo e tom de pele. O pigmento presente nesses produtos bloqueia melhor os raios emitidos pelos aparelhos, por isso devem ser usados mesmo em ambientes fechados, como a casa e o escritório.

Receba nossa newsletter

Newsletter

Explore outros temas

Blog

Cuidados com a pele das pessoas idosas

Segundo o IBGE, as pessoas idodas representam quase 15% da população brasileira.  O envelhecimento da pele é um processo comum e natural, que acompanha o

Instituto Melanoma Brasil

faça sua parte, doe!

Receba nossa newsletter

Siga-nos nas redes sociais

Inscreva-se no canal

© 2022 Melanoma Brasil // Todos os direitos reservados

Seja um voluntário do Instituto

Faça parte do nosso banco de voluntários. Clique abaixo e preencha um formulário com seus dados e entraremos em contato para que você possa participar, com seus talentos, de ações desenvolvidas pelo Melanoma Brasil.

Faça sua doação!

small_c_popup.png

Cadastre-se

Receba nossa newsletter

Newsletter

X