Hoje vamos conhecer um pouco sobre o ÍNDICE ULTRAVIOLETA (IUV).  Desenvolvido por canadenses e adotado pela OMS (Organização Mundial da Saúde),  é um aliado de quem deseja se expor ao sol de forma segura.  

O IUV mede a intensidade da radiação solar na superfície da Terra, numa escala de 1 a 10. Quanto mais alto, maiores os riscos à pele e maior a necessidade de proteção.

O IUV varia ao longo do dia e muda conforme cada região do país. Horários de sol forte têm IUV mais alto, e regiões mais quentes, idem. O índice pode ser consultado gratuitamente em sites e aplicativos de previsão do tempo. É importante checá-lo periodicamente.

Confira a relação entre os níveis do IUV e os cuidados necessários:

BAIXO (1 a 2): proteção exigida apenas para pessoas muito sensíveis.

MODERADO (3 a 5) e ALTO (6 a 7): nos horários próximos ao meio-dia, procure ficar na sombra e usar camisa, chapéu, boné, protetor solar, óculos de sol, guarda-sol.

MUITO ALTO (8 a 10) e EXTREMO (maior ou igual a 11): evitar o sol ao meio-dia, permanecer na sombra, usar camisa, chapéu, boné, protetor solar, além de óculos de sol e guarda-sol.

O protetor solar ideal deve ser aquele ao qual sua pele se adapta melhor. Como a temperatura no verão é bastante elevada, devemos usar fatores de proteção solar altos. A face do brasileiro em geral tem tendência a uma pele mais oleosa, exigindo produtos com cosmética de toque seco. Além disso, há filtro solares que trazem benefícios adicionais, como auxílio no tratamento de manchas, rejuvenescimento e controle de oleosidade, bem como protetores com efeito base. Busque a opção mais adequada para você.

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.