Passo o dia em contato com a água, como me proteger do sol?

Compartilhar está publicação

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Os profissionais que passam o dia inteiro ao ar livre, em contato constante com a água, como salva-vidas, professores de surfe ou natação, esportistas outdoor, barqueiros, pescadores e outros, precisam caprichar na proteção solar, e muito! A maior parte desses trabalhadores, todos os dias, se expõe diretamente à luz do sol, o que aumenta o risco de câncer melanoma e outros tumores cutâneos, além de se molharem e suarem bastante.

 O protetor solar deve ser usado todos os dias, inclusive quando estiver frio ou nublado, com FPS 50, no mínimo, e proteção contra raios UVA e UVB. Escolha preferencialmente um  produtos creme, com alta resistência à agua, e reaplique a cada duas horas.  Os filtros solares em spray são interessantes para fazer a reaplicação, desde que tenham FPS 50 e sejam bem resistentes à agua –  observe atentamente esses detalhes.

Óculos escuros, chapéus e roupas feitas com tecidos que bloqueiam a radiação ultravioleta também ajudam manter a pele bem protegida, com a vantagem de não precisarem ser reaplicados constantemente, ao contrário do que ocorre com o filtro solar. Aliás, no caso de professores ou atletas que passem muitas horas no mar em piscinas externas, as roupas ou maios com proteção solar são indispensáveis, já que economizam tempo de reaplicação e cobrem uma área grande do corpo. Proteja sua pele e trabalhe com segurança! 

Receba nossa newsletter

Newsletter

Explore outros temas

Não é só o paciente que sente na pele o melanoma. A médica Camilla Oliari conta como a história de sua avó, Dona Yvone, paciente de melanoma metastático, modificou sua vida e suas escolhas.
Blog

Camilla Oliari

Como sempre falamos aqui, não é apenas o paciente que sente o melanoma na pele. Aos 9 anos, Camilla Oliari viveu a difícil experiência de

Tereza de Fátima e Silva descobriu o melanoma em estágio inicial.
Blog

Tereza de Fátima e Silva

A Tereza de Fátima e Silva vive em São Bento do Sapucaí, no interior e São Paulo, e trabalha como costureira. Alguns anos atrás, ela

Instituto Melanoma Brasil

faça sua parte, doe!

Receba nossa newsletter

Siga-nos nas redes sociais

Inscreva-se no canal

© 2021 Melanoma Brasil // Todos os direitos reservados

Seja um voluntário do Instituto

Faça parte do nosso banco de voluntários. Clique abaixo e preencha um formulário com seus dados e entraremos em contato para que você possa participar, com seus talentos, de ações desenvolvidas pelo Melanoma Brasil.

Faça sua doação!

small_c_popup.png

Cadastre-se

Receba nossa newsletter

Newsletter

X