Doutor, afinal de contas, qual a diferença entre QUIMIOTERAPIA, IMUNOTERAPIA e TERAPIA-ALVO no tratamento do Melanoma?

Compartilhar está publicação

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Doutor:

Estes são os tipos de medicamentos utilizados no tratamento do Melanoma. Esta é uma forma de classificar tais medicamentos conforme o seu mecanismo de ação sobre as células do câncer.

QUIMIOTERAPIA: age sobre as células que estão se multiplicando rapidamente (é o caso das células do câncer), provocando a sua destruição ou a parada da multiplicação das células. Os efeitos colaterais ocorrem geralmente devido à destruição de outras células que naturalmente se multiplicam rapidamente, como as células intestinais. Exemplos: Dacarbazina, Paclitaxel, Cisplatina.

IMUNOTERAPIA: age em nosso sistema imunológico, fazendo com que nossas células identifiquem as células do câncer de forma mais eficaz. Desta forma, as células do câncer são destruídas pelo nosso próprio sistema de defesa (imunológico). Possui efeitos colaterais pois o sistema imunologico também ataca algumas células saudáveis. Exemplos: Interferon, Ipillimumabe, Nivolumabe, Pembrolizumabe.

TERAPIA-ALVO: classe de medicamentos mais recente, age precisamente sobre algumas moléculas que se encontram nas células do câncer. Não é isenta de efeitos colaterais. Exemplos: Vemurafenibe, Dabrafenibe, Trametinibe.

Existem diversos estudos aplicando essas classes de medicamentos, seja de forma isolada ou em associação. Dependendo do estágio em que se encontra o Melanoma, uma receita de medicamentos será melhor indicada. 


Até a próxima pergunta!

Receba nossa newsletter

Newsletter

Explore outros temas

Instituto Melanoma Brasil

faça sua parte, doe!

Receba nossa newsletter

Siga-nos nas redes sociais

Inscreva-se no canal

© 2020 Melanoma Brasil // Todos os direitos reservados

small_c_popup.png

Cadastre-se

Receba nossa newsletter

Newsletter

X