As crianças têm a pele bastante sensível e delicada. Precisam de cuidado redobrado com a fotoproteção. Como os raios solares têm efeitos cumulativos e acredita-se que receberemos toda a radiação UV acumulada ao longo da vida até os 18 anos, o filtro solar é um artigo indispensável na rotina dos pequenos. Mas qual como escolher o produto?

Em primeiro lugar, o protetor deve ser usado a partir dos seis meses. Antes disso, a pele é muito fina e absorve uma grande quantidade do produto, o que aumenta o risco de reações alérgicas e outros problemas. Até essa idade, precisamos apostar na proteção física : chapéus, roupas, carrinhos, guarda-sol... E, claro, evitar exposição solar das 10h às 16h.

E o banho de sol, tão importante para a produção de vitamina D? Ele ocorre dentro dos horários de sol mais fraco (antes das 10h e após às 16h), com duração máxima de 15 minutos, três vezes por semana. Nunca deve haver exposição direta; vista o bebê com camiseta e chapéu.

Sobre o filtro solar, precisamos em mente que existem duas categorias: os protetores físicos e os protetores químicos. Os protetores químicos são compostos por diversas substâncias químicas, que são absorvidas pela pele quando há o contato com a radiação UV. Já os protetores físicos não são absorvidos pela pele, só contêm substâncias naturais, como óxido de zinco e óxido de titânio, e são indicados para bebês, gestantes e pessoas com alergia.

Assim, ao escolher um produto, para as crianças de até dois anos, dê preferência às linhas “baby’ ou “bebê”, que em geral incluem apenas filtros físicos. Para os maiores, são indicados os produtos “Kids” ou “Infantil”, que combinam filtros químicos e físicos. Nas crianças menores de 12 anos, melhor evitar os filtros para adultos, que têm composição mais forte e podem causar alergia.

Outro detalhe importante é escolher um produto com FPS 30, no mínimo. Assim como nos adultos, aplicar 30 minutos antes da exposição solar, reaplicando a cada duas horas em casos de contato com a água ou suor excessivo e usar o produto todos os dias, mesmo quando o tempo estiver nublado.

Para saber qual quantidade de protetor , utilize a Regra da Colher de Chá, adaptada para as crianças, conforme nosso infográfico.

Incorpore o filtro solar ao cotidiano dos pequenos, assim como a escova de dentes e o fio dental. Os pais servem de exemplo, usando o produto na frente dos filhos e ensinando-os a aplicar sozinhos. Segundo um estudo da JAMA Dermatology, usar filtro solar na infância reduz em até 40% o risco de melanoma na idade adulta. Quanto antes começar, melhor!