Já afirmamos muitas vezes que o uso diário do filtro solar é indispensável para proteger a pele dos efeitos da radiação ultravioleta, que são cumulativos e podem provocar manchas, rugas e câncer de pele. Como o rosto é uma das áreas mais expostas do corpo, não podemos nos esquecer dele. Mas como fazer com a região dos olhos?

Embora o câncer de pele também possa se desenvolver nesse local, trata-se de uma região extremamente sensível.  A química do filtro solar  tradicional pode causar alergias e irritação. Por isso, ao aplicar o produto, vá somente até as maçãs do rosto, e faça um teste aplicando uma pequena quantidade de filtro solar facial na região dos olhos. Caso haja qualquer irritação na pele ou nos olhos, lave imediatamente. Se necessário, podem ser utilizados os filtros solares labiais na área de olhos.

Na área perto dos olhos e na pálpebra superior, utilize produtos específicos, testados oftalmológica e dermatologicamente,  que minimizam o risco de reações. Acessórios como óculos escuros, chapéus e viseiras são um ótimo complemento, especialmente quando a exposição for prolongada, pois fazem uma importante barreira física contra a radiação UV.

Na região dos olhos, cosméticos usados rotineiramente, como corretivos, primers etc. podem fazer barreira aos raios ultravioleta, desde que tenham FPS 30, no mínimo. Sempre procure dar preferência a filtros solares com cor, são efetivos e com ótimo efeito base.

Para evitar o contato direto do filtro solar e outros cosméticos com os olhos, evite coçar ou tocar o local com as mãos sujas, além de aplicar uma fina camada nesta região. Se houver irritação, lave com água.  Em caso de alergia, suspenda o uso do produto e procure orientação médica.