As queratoses actínicas, também chamadas de queratoses solares, são lesões cutâneas precursoras de carcinoma espinocelular, o segundo tipo de câncer de pele mais comum.

São lesões secas, ásperas, que podem ser avermelhadas ou pigmentadas, e surgem principalmente em áreas mais cronicamente expostas ao sol, como rosto, braços, área do decote e couro cabeludo em indivíduos com calvície.

As queratoses actínicas são mais comuns em idosos de pele clara, que tiveram exposição solar por vários anos sem a proteção adequada. Podem causar leve coceira, dor ou desconforto estético.

Como são lesões pré-malignas, devem ser tratadas e revisadas com frequência. Há várias formas de tratamento, desde produtos tópicos de uso domiciliar até procedimentos dermatológicos, como eletrocoagulação, crioterapia e fototerapia fotodinâmica, entre outros.