Pessoas que tiveram melanoma ou qualquer outro tipo de câncer não podem doar sangue. Existem algumas exceções, como nos casos de carcinoma basocelular superficial. No entanto, em se tratando de melanoma, a doação não pode ocorrer, mesmo que seja uma lesão in situ ou de um tumor já removido e curado. Isso ocorre pois algumas células cancerígenas ainda podem permanecer no sangue, inviabilizando a doação. No entanto, isso não impede os ex-pacientes de se mobilizarem por essa causa tão importante, se assim desejarem. Eles podem contribuir de diversas maneiras: participando de campanhas, divulgando informações e incentivando amigos, familiares e conhecidos a doar sangue. Oportunidades não faltam!