A fotoproteção deve ser iniciada o mais cedo possível. A ocorrência do câncer de pele vem crescendo a cada ano, e a proteção solar é a medida mais efetiva para a prevenir a doença.

Até os 20 anos, recebemos a maior dose de radiação ultravioleta de nossas vidas. Assim, nunca é cedo demais para iniciar as medidas de fotoproteção, que devem começar na infância. Antes dos 6 meses de idade, o bebê deve ser protegido com roupas, bonés, guarda-sol, além de respeitar os horários ideais para exposição solar. Após os 6 meses, está autorizado o uso de fotoprotetores infantis, pois são mais adequados a pele sensível do bebê, diminuindo as chances de alergia.

Sugere-se aplicar o filtro solar na criança a cada 2 horas, em média, e abusar das roupas com fator de proteção ultravioleta. O repelente deve ser aplicado acima do filtro solar.

Além disso, após o banho deve-se usar um bom hidratante para compensar o ressecamento causado pelo sol e pela imersão na água. Não se esqueça de oferecer líquidos, furtas e verduras para manter a hidratação corporal.

Quanto mais precocemente esses hábitos forem instituídos, mais automáticos serão, o que contribui para uma vida adulta mais saudável. Vamos ensinar nossos pequenos a curtir o melhor do sol!