MELANOMA

Fatores de risco

Alguns fatores de risco já são conhecidos para o desenvolvimento do melanoma, porém, a exposição solar sem proteção continua sendo o maior deles.
Conheça alguns fatores de risco para aumentar sua proteção!

  •  Exposição solar: Pessoas que tomaram muito sol ao longo da vida sem proteção adequada e/ou sofreram queimaduras solares, tem maior risco de desenvolver o melanoma.

  • Características da pele: Pessoas com a pele clara, olhos claros, com cabelos loiros ou ruivos proporcionam menos proteção contra os raios UVA e UVB. Peles claras com sardas ou que se queimam facilmente estão em maior risco.
  • Histórico Pessoal: Pessoas que já tiveram melanoma, ou uma lesão pré-cancerosa, câncer de pele de células basais ou escamosas, possuem  mais chances de desenvolver um novo melanoma.
  • Histórico familiar: se um ou mais membros da sua família tiverem sido diagnosticados com melanoma, maior será o risco de você desenvolvê-lo. Portanto o acompanhamento com o dermatologista deve ser feito regularmente e os cuidados com o sol deverão ser redobrados.

  • Pintas Congênitas: Pintas congênitas são conhecidas popularmente como pintas de nascença. Pessoas que possuem pintas congênitas grandes têm um risco aumentado de desenvolver o melanoma.
  • Número elevado de pintas (nevos): pessoas com 50 ou mais pintas  possuem um risco aumentado.
  • Queimaduras solares em uma idade jovem: apenas uma queimadura solar em uma idade jovem duplica suas chances de desenvolver um melanoma.

  • Sistema imunológico enfraquecido: certas doenças ou tratamentos onde ocorre o enfraquecimento do sistema imunológico do paciente, como por exemplo pacientes com órgãos transplantados e portadores de HIV, possuem um risco aumentado de desenvolver o melanoma.
  • Idade: o aumento de diagnósticos de melanoma em adultos jovens tem aumentado nos últimos anos. Quando existe um histórico familiar, as chances de receber um diagnóstico em faixas etárias menores é aumentado.

blog: notícias e artigos

  • Mortalidade do melanoma aumenta entre homens, mas não entre mulheres
    Alô, rapazes! Em tempos de Novembro Azul, vale a pena prestar atenção também nos cuidados com a pele. Por quê? A taxa de mortalidade do melanoma maligno entre os homens aumentou no mundo inteiro, enquanto entre as mulheres se manteve estável ou até diminuiu, segundo análise global divulgada nesta semana durante a Conferência do Câncer … Continue lendo "Mortalidade do melanoma aumenta entre homens, mas não entre mulheres"...
  • Como prevenir o câncer de pele?
    O câncer de pele é o mais prevalente no Brasil, sendo os mais comuns o carcinoma basocelular e o carcinoma espinocelular. O melanoma representa 5% dos casos, mas é o mais letal e perigoso. A exposição à radiação solar é o principal fator de risco para o câncer de pele, que pode ser prevenido com … Continue lendo "Como prevenir o câncer de pele?"...
  • Alerta aos pais: ensinem seus filhos sobre os perigos da exposição solar
    Os danos que levam ao câncer de pele em adultos iniciam-se na infância, por isso a fotoproteção deve começar desde cedo. A partir dos seis meses de vidas crianças já devem estar devidamente protegidas dos raios solares. E é dever dos pais incluir na educação de seus filhos hábitos preventivos. Estudos e estimativas indicam que … Continue lendo "Alerta aos pais: ensinem seus filhos sobre os perigos da exposição solar"...

Posts por tema

Mídias Sociais